Aguarde, carregando...

Utilize transação no PostgreSQL com apenas 3 palavras reservadas

Utilize transação no PostgreSQL com apenas 3 palavras reservadas
Por: Robson Leite
Dia 15/05/2018 09h19

Veja como apenas 3 palavras reservadas podem lhe auxiliar a não executar uma query por engano e acabar gerando um grande transtorno.

Salve salve meus queridos, Gustavo Web aqui e bora conversar mais um pouco sobre PostgreSQL?

O assunto de hoje é sobre transação! Sabe o que é? Pra que serve? O que é necessário para que a transação ocorra com sucesso?

ACID

Bom, logo no início da aula eu já começo explicando um pouco dos fundamentos da transação e para isso é necessário que você conheça as 4 principais propriedades que são necessárias para que você possa trabalhar com esse recurso dentro do banco de dados. 

Esses parâmetros são os seguintes: Atomicidade, Consistência, Isolamento e Durabilidade! Para entrar em maior detalhe sobre cada um deles, eu vou sugerir que assista o vídeo, afinal eu consigo te dar maiores exemplos e acredito que fica mais claro cada um deles.

Só um resumo breve caso precise relembrar:

Atomicidade

Toda transação precisa obrigatóriamente ter um fim! Seja um sucesso, ou um erro, mas é obrigatório que existe um ponto que fique claro para o banco de dados.

Consistência

As regras aplicadas a modelagem devem ser seguidas a risca, e para que tenha sucesso, todas as imposições devem ser satisfeitas.

Isolamento

A sua consulta não pode ter o comportamento alterado por outra consulta. Por mais que sejam concorrentes umas das outras, elas são executadas de maneira isolada.

Durabilidade

Depois de salvo as informações no seu banco de dados, somente uma nova transação pode alterar ou remover os dados.

Palavras reservadas

Como informado na aula, o ideal é que o seu banco de dados gerencie as transações para você! Somente em casos muito específicos, quando estiver trabalhando com recursos mais avançado do SGDB que você irá colocar em prática isso. Motivo dessa antecipação, é prover para você desenvolvedor, uma forma simples de poder ter a certeza de que o que foi executado está correto e pode de fato ser feita as alterações.

Guade bem essas palavras: BEGIN, COMMIT e ROLLBACK! Isso pode salvar você daquele UPDATE ou DELETE sem a cláusula WHERE.

Feedback

Se você quer saber mais sobre esse assunto, só seguir os passos que eu lhe informar abaixo... Não se esqueça de que você pode também fazer sua solicitação de aula que seja referente ao mesmo assunto e quem sabe eu consigo lhe ajudar :)

Eu conto tudo em dando maiores detalhes nessa aula que eu gravei para a nossa playlist #BoraProgramar para o nosso canal do YouTube! Essa, e outras aulas abordando esse mesmo tipo de assunto, você encontra diretamente no nosso canal. Então corre lá e se inscreve, é só clicar aqui :)

O

Veja também:

Confira mais artigos relacionados e obtenha ainda mais dicas de controle para suas contas.